Santana Evidence



 

A versão intermediária a partir de 1997 era o Evidence, cuja principal característica foi revitalizar o aspecto esportivo da versão GL, que após 1991 passou a adotar um estilo mais conservador.
 

 
Vários itens diferenciavam o Evidence das versões de entrada, como: aerofólio com brake-light integrado e frisos laterais que acompanhavam a mesma cor do carro; suporte de placa traseiro no tom fumê, deixando a traseira mais robusta; faróis de neblina dianteiros embutidos no pára-choque; antena no teto e rodas de liga leve aro 14 que eram compartilhadas com a versão TSi da família Gol. Internamente, a linha Evidence também compartilhava o mesmo volante esportivo de três raios do Gol TSi e, em 1998, um outro volante - também de três raios - foi utilizado.
 

 
Além dos volantes, novos tecidos foram adotados. As primeiras versões lançadas em 1997 não possuíam painel equipado de conta-giros, causando um certo contraste com a característica do carro, a esportividade. Porém, em 1998 esse problema foi resolvido com adoção do painel com fundo branco utilizado na versão top. Seu motor era o AP-2000 que passou a utilizar no mesmo ano a injeção eletrônica da Magneti Marelli.
 

         

 

 

© Santana Fahrer Club 2003-2006. Todos os direitos reservados.