Como conservar o seu Volkswagen

Texto de Rogerio Hayama
Imagens:
Rogerio Hayama
Data:
19 de maio de 2004

Estas dicas são para os proprietários que não costumam trocar de carro com freqüência e rodam muito, assim como eu. Tenho a absoluta certeza de que não se arrependerão, pois acho que é um motivo de orgulho ter um carro extremamente rodado, mas ainda em excelente estado de conservação e com a performance praticamente inalterada. Sigam as dicas e terão um carro absolutamente confiável, mesmo depois dos muitos anos de uso contínuo.
 

Para que não surjam dúvidas quanto a isso, basta visualizar na imagem do topo, o hodômetro total dos dois Santanas.

1. Faça manutenção preventiva e não apenas quando o carro pára de vez. Qualquer anormalidade, leve o seu VW para o seu mecânico de confiança;

2. Troque o óleo a cada 5.000 km e use apenas óleos de classificação API SJ ou superior, de viscosidade SAE 20W50 em conjunto com um bom aditivo. Existem aditivos para motores poucos rodados e também para os muito rodados. Utilize um que seja adequado à situação do carro. Particularmente, recomendo os aditivos Radiex e Bardahl Prolonga;


3. Troque todosos filtros (ar, óleo e combustível) religiosamente a cada 10.000 km. Pode parecer gasto desnecessário, mas não é;

4. Não utilize apenas água no sistema de arrefecimento. Use o aditivo original VW ou algum outro de marca conhecida em conjunto com água destilada ou filtrada, na proporção 40% de aditivo e 60% de água. Jamais utilize água da torneira, já que o cloro contido nela ataca as mangueiras, os dutos, a bomba d’água e o radiador;

5. Utilize velas com eletrodos de platina ou de 4 eletrodos. Custam mais caro, mas compensam pela sua durabilidade e eficiência;

6. Não permita que o frentista do posto de gasolina verifique o nível do óleo ou da água. Alguns motoristas mais incautos acabam caindo na velha conversa: “O óleo e a água estão baixos, doutor”. Adquira o hábito de verificar tudo isso antes de ligar o carro pela manhã. Se observar que o óleo ou a água estão abaixo do nível normal, complete-os sempre com a mesma marca de óleo ou de aditivo de radiador;

7. Procure fazer as trocas de óleo e outros serviços mais simples sempre no seu mecânico de confiança. Mesmo que isso implique num gasto maior, assim terá a certeza de que o seu VW sempre estará em boas mãos;

8. Faça o alinhamento da direção, no máximo a cada 15.000 km, também o rodízio dos pneus a cada 10.000 km. Calibre-os sempre pela manhã, quando frios.

9. Não faça economia burra: sempre utilize peças originais ou de marcas reconhecidas no mercado;

10. Evite trancos ao arrancar ou trocar de marchas, os coxins do motor, câmbio e juntas homocinéticas agradecem. Sobre as homocinéticas: não arranque bruscamente quando estiver com as rodas esterçadas. Tal procedimento diminui e muito a vida útil das ponteiras. Só para se ter uma idéia, as ponteiras homocinéticas do meu Santana estão com mais de 160.000 km, sem barulho algum e ainda com muito chão pela frente, apenas tive que trocar as coifas que se deterioraram com o uso;

11. Não dirija com o pé apoiado no pedal da embreagem. Este vício simplesmente diminui e muito a sua vida útil. Uma embreagem de qualidade deve durar no mínimo, 60 ou 70.000 km;

12. Não force o motor enquanto ele não atingir a temperatura normal de operação. Isto é de extrema importância

13. Ao contrário do que muitos pensam, andar continuamente na velocidade máxima não danifica o motor. O que realmente prejudica a sua durabilidade é a forma como alguns motoristas pisam no acelerador para alcançar a velocidade. Se quiser “sentar o pé”, faça-o numa estrada bem conservada e pisando gradativamente no acelerador até chegar ao máximo. Meu Santana, mesmo com mais de 254.000 km rodados, atinge os 180 km/h com facilidade, dando muita canseira em carros mais novos e bem menos rodados;

14. Evite atravessar diagonalmente em lombadas.

15. Se o seu VW dorme ao relento, encere-o pelo menos a cada 2 meses; o mesmo vale para os que moram em locais muito poluídos. Caso resolva viajar para o litoral, quando retornar de viagem mande o seu VW para uma lavagem completa, evitando assim os efeitos danosos da maresia. Se você mora no litoral, mande fazer uma lavagem por baixo do carro a cada 15 dias;

16. Nunca permita que pulverizem o seu VW com óleo de mamona ou similar. O óleo retém poeira, e ataca as borrachas da suspensão e outros componentes;

17. A cada 2 meses, lubrifique o miolo da ignição e das fechaduras com grafite em pó ou em spray. Procedendo desta forma, garantirá vida longa para a chave e miolos. Procure não utilizar óleo, já que retém poeira e pode fazer com que a chave quebre dentro do miolo. Pode-se lubrificar com grafite também as canaletas do vidro;

18. Se o seu VW possui ar-condicionado, use-o freqüentemente ou ligue pelo menos uma vez por semana durante uns 5 minutos. O desuso prolongado acaba por ressecar as mangueiras do sistema, causando vazamentos. Se você é fumante, lembre-se que ao fumar com os vidros fechados e o ar-condicionado com o botão de recirculação acionado, pode acarretar a impregnação de nicotina no evaporador. Problema resolvido apenas com a troca do componente.

19. Não lave o motor com freqüência. Uma vez a cada 6 meses já é suficiente.

 

 

© Santana Fahrer Club 2003-2006. Todos os direitos reservados.